Esporte como Ferramenta

Read this in:

O Esporte pode ser uma área improvável quando se está considerando meios eficazes para tratar desta questão global. O Esporte não tem um histórico positivo de oferecimento de espaços seguros para meninas e mulheres nos quais elas possam crescer e prosperar. Instituições esportivas são tradicionalmente dominadas por homens, fora do alcance das meninas e, muitas vezes, associadas à mesma dinâmica de poder e agressividade que são fatores contribuintes para a violência baseada em gênero.

No entanto, existem qualidades inerentes ao Esporte que se alinham com as necessidades fundamentais para enfrentar a violência baseada em gênero. Mudanças efetivas nessa área significa atacar causas profundas de violência baseada em gênero - o desequilíbrio de poder entre homens e mulheres e a desvalorização cultural de meninas e mulheres. Sabemos que a Violência Baseada em Gênero é mais recorrente em situações de conflito, de desigualdade política, social e econômica, assim como em sociedades patriarcais, com noções rígidas de masculinidade, com instituições sociais frágeis, acesso precário à informação e uso insuficiente ou inexistente de mecanismos legais em favor dos direitos humanos.

Quando meninas praticam esporte, elas desafiam o cerne da Violência Baseada em Gênero - desigualdade, patriarcado e papéis rígidos definidos de acordo com o gênero. Além do desafio social, o uso do Esporte no combate à violência baseada em gênero é prático. Fisicamente quando meninas praticam esporte, elas se tornam mais fortes e saudáveis. Elas desenvolvem maior apropriação e compreensão de seus corpos. Psicologicamente, o Esporte melhora a auto-estima e auto-suficiência. O sucesso que uma menina experimenta na área esportiva a faz acreditar em si mesma e no seu valor também fora do Esporte. A resistência física e emocional que o Esporte oferece pode ser uma força positiva na redução do risco de uma menina experimentar Violência Baseada em Gênero.

O clima de equipe pode oferecer apoio social e um fórum para as meninas compartilharem suas preocupações e experiências, incluindo as relacionadas à violência baseada em gênero. O Esporte pode prover as meninas com acesso protegido a espaços públicos que em outros momentos seriam considerados perigosos como campos esportivos e a rua. Meninas em grupo (na rua ou jogando, por exemplo) estão menos propensas a serem sequestradas, estupradas ou assediadas do que se estivessem sozinhas.

Em todo mundo, organizações de direitos das mulheres bem como organizações esportivas têm planejado e executado programas de Esporte cujo objetivo é enfrentar a Violência Baseada em Gênero. Com treinadores (as) e técnicos (as) bem formados (as) e parcerias comunitárias ativas, esses programas oferecem às meninas um local de aprendizado sobre os seus direitos. Sendo assim, caso uma menina seja violada, seu (sua) treinador (a) ou colegas de time podem funcionar como um sistema de apoio, oferecendo a ela opções para denúncia da violação e acesso a serviços jurídicos, emocionais e médicos dos quais ela vai precisar.

Proteção no âmbito dos programas esportivos

Um programa de Esporte bem concebido oferece porto seguro para as meninas se prepararem e entenderem os desafios associados à violência baseada em gênero. Sem uma estrutura que reflita as intenções da organização e políticas e procedimentos escritos de proteção, o Esporte pode tornar-se ou continuar sendo um ambiente inseguro para meninas e mulheres. Dinâmicas desiguais de poder entre treinadores e meninas, programas mistos, vulnerabilidade no espaço público, falta de treinadoras/técnicas e ausência de políticas escritas de proteção à criança são elementos que, combinados, geram situações onde meninas estão mais suscetíveis à violência baseada em gênero. Neste Manual, estabelecemos orientações claras e ações concretas que organizações devem seguir para ajudar a tornar seus ambientes esportivos seguros para todas as meninas e mulheres.  

Footnotes: 

47 . Retrieved from http://data.worldbank.org/data-catalog/health-nutrition-and-population-statistics

48 . “The main goal of women's self-defense training is to strengthen women's capacity to defend themselves against potential attacks. Yet, the effects of women's self-defense training extend considerably beyond this objective, including physical, psychological, and behavioural impacts” in Brecklin, L. R. (2008). Evaluation outcomes of self-defense training for women: A review. Aggression and Violent Behaviour, 13, 16 & Pedersen, S. & Seidman E. (2004). Team sports achievement and self-esteem development among urban adolescent girls. Psychology of Women Quarterly,28, 412–422

Sport As A Tool | Women Win Guides

Error

The website encountered an unexpected error. Please try again later.